O que é

gelato

O Gelato também é um sorvete, mas diferentemente das marcas conhecidas e industrializadas,  ele é fresco e muito mais aromático e saudável.

Nossos Gelatos são produzidos diariamente, para consumo no mesmo dia, o que garante um frescor único em todos os sabores, tanto no sorbet (à base de água) quanto no creme (à base leite). Possuem uma textura mais sedosa e cremosa, muito suave ao paladar.

Veja as principais características do Gelato Italiano:

  • O verdadeiro Gelato não contém aromatizantes, conservantes ou corantes artificiais. O sorvete sim;
  • Gelato contém em média 50 a 60% menos gordura que o sorvete. Além de ser mais saudável, a quantidade reduzida de gordura do Gelato permite que você sinta melhor o verdadeiro sabor dos ingredientes. Ah: os Sorbettos (que são os sabores a base de água) não contém gordura

  • A quantidade de açúcar utilizada no Gelato também é inferior em comparação ao sorvete. O teor de açúcar no Gelato é rigorosamente balanceado com a água, para atuarem como anti-congelantes;

  • Gelato contém muito menos ar que o sorvete;

  •  O Gelato é mantido e servido em temperaturas mais altas que o sorvete e é isto que cria a diferença de textura e cremosidade entre o Gelato e o sorvete. A sensação de suavidade com que o céu da boca absorve o frio bem menos agressivo que no sorvete deixa um arrasto do sabor que é naturalmente mais intenso.

    Fonte: Dr. Alessandro Capatti  – Endocrinologista – CRM 105174 | https://www.walterminicucci.com.br/

História

O SORVETE ELABORADO DAS FRUTAS, DA NEVE E DO GELO QUE CAIA DO CÉU NO SÉCULO XVI AO GELATO DE HOJE, ESSA IGUARIA ENCANTA A TODOS QUE PROVAM

 

Conhecida a partir do século XVII, pela mão do italiano Francesco Procopio Dei Coltelli, que levou a Paris o curioso invento de seu avô, o Sorvete. Ele o aperfeiçoou até chegar aos 80 sabores servidos em sua cafeteria, que ainda em funcionamento até hoje, é considerada o estabelecimento mais antigo do mundo.

Muitos foram os ilustres como Molière, os líderes da Revolução francesa, Robespierre, Dante e Marrat, Napoleão Bonaparte, Benjamin Franklin e Victor Hugo que tiveram a oportunidade de provar o sorvete de Monsieur Procope, como era então conhecido.